• 01 Novembro 2016
  • 1187

Breve História da Moeda Brasileira

A primeira moeda brasileira foi o “açúcar”, que em 1614 passou a valer como dinheiro por ordem do então governador Constantino Menelau. Na época o comércio era feito na base do escambo.

A Casa da Moeda foi inaugurada em 1694, em Salvador, para cunhar os réis portugueses. Em 1822 ocorreu a independência do Brasil, mas só onze anos depois surgiu a primeira moeda brasileira, o real, conhecido como mil-réis. Foi a moeda oficial até 1942. Aí cortaram três zeros do real que passou a se chamar cruzeiro.

Em 1964 o centavo foi extinto. Em 1967, mais três zeros da moeda foram cortados e o cruzeiro passou a ser chamado cruzeiro novo. Em 1970 o cruzeiro novo voltou a se chamar cruzeiro, de novo.

A inflação continuou e em 1984 o centavo foi mais uma vez extinto. A inflação disparou. Em 1986 o governo cortou mais três zeros da moeda que passou a se chamar cruzado. A inflação ressurgiu e em janeiro de 1989, o Plano Verão congelou os preços. Cortaram mais três zeros da moeda que passou a ser chamada cruzado novo.

Um ano depois o presidente Collor bloqueou as aplicações financeiras e a moeda voltou a ser cruzeiro. Em agosto de 1993, a moeda ficou sem três zeros novamente e vira cruzeiro real. Nos 11 meses seguintes a inflação atingiu patamares jamais registrados.

Em julho de 1994 foi criado o real. Antes que entrasse em circulação passou a vigorar uma unidade de conta, com variação diária, chamada URV - unidade real de valor. Quando a URV chegou a CR$ 2.750,00, o real, nome da nossa primeira moeda, entrou em vigor.

Raimundo Martins - Palestras